Melasma

Dra. Annie - melasma

Alguma vez você já ouviu falar sobre melasma? Ao contrário da maioria das doenças de pele que afetam ambos os sexos, o melasma é mais comum em mulheres do que em homens.

A seguir, cobrimos todas as informações que você precisa saber sobre essa condição de pele comum, desde as causas e sintomas até as opções de tratamento.  Com a finalidade de tratar o melasma, temos uma variedade de tratamentos que geralmente podem controlar e manter a pele do rosto limpa e não pigmentada. 

O que é melasma? 

Melasma é uma doença pigmentar que pode causar manchas e escurecimento da pele em certas áreas e por mais que ela possa afetar outras partes do corpo como colo e braços, geralmente afeta o rosto. Os sintomas mais comuns são escurecimento e manchas na testa, bochechas, nariz e lábios.  

Quando começa a afetar sua pele, normalmente a pele escura e pigmentada se desenvolve lentamente ao longo de algumas semanas ou meses, fazendo com que sua pele escureça, o que não é perceptível no início, mas se torna mais visível com o tempo. 

A descoloração da pele causada pelo melasma é inofensiva, o que significa que não há necessidade de se preocupar em afetar sua saúde geral. No entanto, pode fazer com que você perca a confiança na sua aparência geral, especialmente quando aparece nas áreas óbvias e mais visíveis do rosto. 

Quais são as causas? 

A causa do melasma não é clara. Pode ocorrer quando as células produtoras de melanina (melanócitos) produzem muita cor, sendo assim as pessoas de fototipos mais altos são mais propensas a desenvolver cloasma do que pessoas com pele clara por causa de sua maior atividade melanocítica.  

As causas do melasma incluem:  

• Exposição ao sol: Os raios ultravioletas (UV) do sol estimulam os melanócitos. Na verdade, apenas uma pequena quantidade de luz solar pode restaurar a mancha preta depois que ela desaparece. A exposição ao sol é a causa da deterioração do melasma no verão.  

• Alterações hormonais: as mulheres grávidas frequentemente sofrem de melasma. Quando ocorre, é chamado de cloasma ou máscara de gravidez, além disso, pílulas anticoncepcionais e medicamentos para reposição hormonal também podem causar melasma.  

• Produtos para a pele: Se o produto irritar a pele, o melasma piorará. 

Diagnóstico 

Os dermatologistas podem diagnosticar observando a pele da maioria dos pacientes. Para ver a profundidade da penetração do cloasma na pele, seu dermatologista pode examinar sua pele com uma luz negra especial, chamada luz de Wood.  

Às vezes, o melasma pode se parecer com outras doenças de pele e nesse caso, para descartar outras manchas parecidas , o seu dermatologista poderá fazer a diferenciação somente através de um exame clínico detalhado. 

Tratamento 

Algumas pessoas sofrem de melasma há vários anos ou mesmo durante toda a vida, ou seja, se o melasma não desaparecer ou a mulher quiser continuar tomando pílulas anticoncepcionais, o melasma pode  e deve ser tratado.  

Os tratamento podem incluir:  

•  Medicamentos tópicos (aplicados na pele): Seu dermatologista pode prescrever ácidos e clareadores para ajudar a eliminar o melasma.  

• Procedimentos:  São diversos e incluem os peelings químicos,  tratamento a laser  e microagulhamento com Drug delivery  (entrega de medicamentos diretamente na pele) dentre outros. Apenas um dermatologista deve realizar esses procedimentos. 

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on telegram
Share on email